II Seminário da Saúde dos (as) Magistrados (as) e Servidores (as) também esteve entre os temas do encontro

O vice-presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), Luiz Antonio Colussi, e o juiz do Trabalho aposentado Rodnei Doreto Rodrigues, participaram, nesta quarta (7/8), de reunião ordinária do Comitê Gestor Nacional de Atenção Integral à saúde de Magistrados (as) e Servidores (as) do Poder Judiciário. A reunião foi presidida pelo coordenador do Comitê, conselheiro Valtércio de Oliveira, coadjuvado pelo conselheiro Arnaldo Hossepian.

O encontro teve como objetivo a discussão de detalhes acerca do II Seminário da Saúde dos (as) Magistrados (as) e Servidores (as), que será realizado nos dias 4 e 5 de setembro de 2019, no Tribunal Superior do Trabalho (TST). O evento contará com a participação de diversas autoridades do Judiciário brasileiro, intelectuais e profissionais da saúde, com a realização de palestras, debates em painéis e oficinas.

Na ocasião, Colussi e Doreto reforçaram as sugestões da Anamatra que foram enviadas, em ofício, para o Comitê, no intuito de construir políticas públicas para identificar os principais problemas de saúde entre magistrados e magistradas. Segundo os dados levantados em pesquisa realizada pela Anamatra, não foram poucos os casos de afastamento das atividades funcionais em virtude de estresse, depressão, doenças que possuem direta vinculação com o trabalho. No documento, a entidade aponta o sistema de construção das metas que são impostas à Justiça do Trabalho como um dos principais pontos para o agravamento deste quadro.

Nesse sentido, ainda no ofício, a Anamatra propõe o cumprimento integral da Resolução do CNJ nº 207/2015, a fim de que haja a adequada proteção da higidez física e mental dos (as) magistrados (as). A entidade sugere, também, a criação, como política pública a ser implementada pelo CNJ, de um Plano de Assistência Multidisciplinar à saúde e de Benefícios Sociais dos Magistrados e das Magistradas da União. Clique aqui e confira o teor do documento.

Fonte – Anamatra