Nota pública

A Amatra3 MULHER, diante de mais um triste e cruel episódio de violência, que ceifou a vida da juíza Viviane Veira do Amaral, vem manifestar veemente pesar e repúdio ao feminicídio e a todas as formas de violência praticadas contra a mulher.

A pauta da discriminação de gênero tem, de fato, ganhado maior visibilidade nos dias atuais. Todavia, o cenário nacional aponta para aumento dos casos de assassinato de mulheres, em contextos marcados pela desigualdade de gênero, demonstrando que não são eventos isolados ou inesperados, mas sim agravamento de processo contínuo de violências (psicológica, patrimonial, física ou sexual).

É preciso convergir para a realização de um trabalho ainda maior de conscientização de toda a sociedade civil e dos poderes constituídos, com adoção de medidas mais contundentes para coibir tais abusos, de modo a garantir o cumprimento do princípio constitucional da inviolabilidade do direito à vida e dignidade da pessoa humana, preservando integralmente a ordem jurídica.

Lamentamos profundamente mais esse ato de violência contra a mulher e nos solidarizamos com todas e com seus familiares, vítimas de situações semelhantes.

Belo Horizonte, 27 de dezembro de 2020.
Comissão Amatra3 MULHER