Programa TJC

Finalizando o Encontro Nacional do Programa TJC, a culminância foi realizada hoje (24) no Teatro Palácio das Artes Nair Fonseca, em Vespasiano. Dezenas de estudantes e professores estiveram presentes para prestigiar apresentações de dez escolas municipais. Os alunos apresentaram através de danças, músicas, peças teatrais e vídeos o conhecimento adquirido nas salas de aula por meio da Cartilha do Trabalhador e da visita realizada ao Foro Trabalhista de BH.

A Coordenadora do TJC na 3ª Região, Juíza Ana Maria Espí Cavalcanti, agradeceu a presença de todos os alunos e professores, a Secretária de Educação de Vespasiano, Laís de Castro Brant, aos coordenadores estaduais do TJC, bem como a ArcelorMittal, apoiadora do Programa em Minas Gerais. Citando Rubem Alves, Ana Espí fez um agradecimento especial aos professores. “Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais”. Para Ana Espí, o Programa é uma forma de contribuir para formação de cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres.

De acordo com a diretora de Eventos e Convênios da Anamatra e coordenadora Nacional do Programa, Juíza Rosemeire Fernandes, a culminância é um exercício de humildade e imortalidade. “O TJC propicia ir além do conflito que aparece no processo, para ir até ao ser humano que está em cada processo. Ele nos permite um avanço como seres humanos e como magistrados, na certeza de estarmos tentando contribuir para o bem estar social”, disse.

Após as apresentações, o júri formado pelas Juízas Rosemeire Fernandes; Luciana Paula Conforti (Diretora de Cidadania e Direitos Humanos da Anamatra), Maria Francisca Lacerda (Coordenadora do TJC na 17ª Região), além da Procuradora do MPT, Fernanda Brito Pereira e da Advogada trabalhista e professora, Wânia Guimarães Rabêllo de Almeida avaliaram as melhores apresentações. Os vencedores foram:

1º Lugar
Escola Municipal Carlos Moura Murta Filho
Tema: Teatro – Chip Novo: O despertar dos trabalhadores para a conquista dos seus direitos

2º Lugar
Escola Municipal Josefina Alves Vieira
Tema: Teatro – O Brasil é do Brazuca

3º Lugar
Escola Municipal Senhor do Bonfim
Tema: Teatro – Direitos Trabalhistas, da conquista ao retrocesso