Foi realizada na tarde de hoje, 27 de junho, na sede da Amatra3 uma “mesa redonda associativa” para tratar da implementação do disposto na decisão contida no PP CNJ 0004999-64.2016.2.00.0000 (assistência ao Juiz do Trabalho Substituto).

Participaram da mesa a presidente da Anamatra, Noemia Garcia Porto; o presidente em exercício da Amatra3, Renato de Paula Amado; Cristiano Daniel Muzzi (juiz titular da 1ª VT de Itabira) e Jéssica Grazielle Andrade Martins (juíza substituta do quadro móvel da 1ª sub-região), que compuseram a comissão paritária instituída na Amatra3; o diretor de informática da Anamatra, Marco Aurélio Marsiglia Treviso; e o diretor de magistrados substitutos da Amatra3, Fernando Saraiva Rocha.

Os membros da mesa redonda defenderam a busca por propostas e medidas para a solução consensual da demanda.

Ao final do debate, não houve êxito em se estabelecer algumas premissas consensuais entre os presentes, sendo que a Anamatra, portanto, continuará atuando no presente caso; todavia, espera-se que o diálogo permaneça e que a solução a ser alcançada possa ser encontrada internamente.