Foto: João Rosa

Promovido pela Amatra3 e Escola Judicial do TRT da 3ª Região, o Seminário Reforma Trabalhista, realizado na Escola Superior Dom Helder Câmara, teve encerramento hoje (29). A palestra final ficou a cargo da Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministra Cármen Lúcia. O Presidente da Amatra3, Juiz Glauco Becho compôs a mesa ao lado do Presidente do TRT3, Desembargador, Júlio Bernardo do Carmo, do 2º Vice-Presidente do TRT3, Desembargador Luiz Ronan Neves Koury e do Procurador do Trabalho Roberto Gomes de Souza.

A Ministra agradeceu o convite e a oportunidade de discutir o papel da magistratura em um período de grande transformação e destacou que o papel do Direito é realizar a justiça buscando a paz. “Este papel da pacificação, de solução de conflito, se faz punindo aquele que errou”, afirmou.

Para a Ministra, vivemos um período onde o mundo sofre uma grande transformação e, com isso, a forma como o juiz desempenha sua função sofre alterações ao longo do tempo. “O desempenho da função muda por uma razão simples: o que é justo hoje não é o que era justo há 200 anos”, defendeu.

A Ministra ainda falou sobre os desafios de atuar como juiz diante de realidades distintas no país. “Há pessoas que saem de casa para trabalhar de helicópteros, enquanto temos outras que andam quilômetros para encontrar um hospital. Nós somos juízes deste mesmo Brasil e temos a mesma Constituição para cumprir, a mesma consolidação das leis trabalhistas”, refletiu.

Ao longo dos dois dias de programação, o Seminário contou com palestras de grandes juristas que refletiram sobre os impactos da reforma trabalhista nas relações de trabalho.