Com objetivo de obter o maior engajamento possível na 8ª Semana Nacional da Execução Trabalhista, o presidente do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro Brito Pereira, enviou ofício a todos os magistrados para incentivar a concentração de esforços no período de 17 a 21 de setembro para que o maior número possível de processos em fase de execução seja concluído. A Semana é organizada pela Comissão Nacional da Efetividade da Execução Trabalhista, coordenada pelo ministro do TST Cláudio Brandão.

O ministro Brito Pereira manifestou sua confiança de que o esforço conjunto dos 24 TRTs resultará no pleno sucesso do evento. “Tenho certeza de que faremos uma Semana Nacional da Execução Trabalhista com todos os Tribunais Regionais e todas as Varas do Trabalho alinhados e comprometidos com a busca da resolução do maior número de litígios e a entrega definitiva da prestação jurisdicional”, disse.

Desde 2010, o CSJT, em parceria com os 24 TRTs, realiza o evento que contribui para a solução definitiva de processos na Justiça do Trabalho. Na 7ª Semana Nacional da Execução Trabalhista, em 2017, as ações desenvolvidas pelos Tribunais Regionais resultaram na realização de 28,3 mil audiências e no atendimento de 110,4 mil jurisdicionados. De acordo com o ministro, essa cooperação é vital para o sucesso do evento e deve ser incentivada sempre.

Em 2017, a quitação de débitos trabalhistas atingiu montante expressivo.  “Foram mais de R$ 819 milhões arrecadados, sendo mais de R$ 432 milhões decorrentes de 54.064 acordos homologados,  R$ 118,4 milhões de 1.531 leilões realizados e  R$ 267,6 milhões de 34.331 bloqueios efetivados. Estamos esperançosos em superar o êxito do ano passado”, disse o presidente do CSJT.

Fonte: CSJT